O que aconteceu, miss Simone?

Que história a de Nina Simone. Parte da vida dela está num documentário dirigido por Liz Garbus.

Nina foi batizada de Eunice Kathleen Waymon, mas teve que mudar de nome. Precisou, para sobreviver,  cantar a “música do diabo” em bares americanos e não queria que a mãe descobrisse. A meta de Nina Simone era se tornar uma pianista clássica. Queria tocar Bach.

Enfrentou preconceitos. Enfrentou a pobreza. Enfrentou o marido que batia nela. Definiu assim a liberdade: “É não ter medo.”

Foi defensora dos direitos dos negros nos Estados Unidos. Viva Nina Simone!

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s