O mapa da gramática

Estudar substantivo, verbo, adjetivo, orações sindéticas, assindéticas; substantivas, subjetivas, adjetivas… é muita coisa! Passamos anos e anos estudando esses assuntos e parece que não aprendemos nada.
Comecemos por tentar relaxar porque tudo vai dar certo. Nada como um dia atrás do outro e uma noite no meio. Há solução. Para isso, precisamos de alguma bússola; a primeira é a mais simples: ler. Comece pelo que lhe interessa.
Toda forma de leitura vale a pena. Quanto mais lemos, mais nos familiarizamos com gêneros, modos de fazer literatura. Nesse caminho, encontramos autores loucos e outros nem tão loucos assim. Uns engraçados e outros trágicos.
Há livros para crer. Para descrer. Para rir. Para chorar. Para aprender. E para ser.
Nessa proposta de Mapa da Gramática, vamos tentar partir de um texto. Não necessariamente escrito pois a oralidade é o que mais nos constrói. Né? Quem são os melhores professores em todo planeta? Nossos pais – que nos ensinaram a falar. E eu tenho certeza de que nesse processo ninguém estava falando em pronomes, adjetivos e substantivos.

Alguns conceitos essenciais

  • Frase
    É um enunciado linguístico que, independentemente de sua estrutura ou extensão, traduz um sentido completo em uma situação de comunicação.
    Interrogativa | Exclamativa | Declarativa | Imperativa
    Cuidado com a porta.
    O que é isso?
    Cachorros são cachorros e gatos são gatos.
    Cuidado com o cão.
    Quanta alegria há no seu olhar.
  • Oração
    É um enunciado que apresenta uma estrutura sintaticamente caracterizada pela presença de um verbo.
    Entrem!
    Conhecemos vários lugares interessantes durante a viagem.
    A prova estava muito fácil.
    Ventou bastante hoje pela manhã!
  • Período
    É o enunciado de sentido completo formado a partir de uma ou mais orações. Os períodos são classificados em:
    Simples: uma só oração
    Composto: duas ou mais orações
    Quando o período é simples, a oração que o compõe é chamada de oração absoluta.

Funções Sintáticas

Os termos que compõem uma oração são classificados de acordo com as relações sintáticas que estabelecem entre si.
Das diferentes chances e possibilidades dessa relações, surgem as funções sintáticas. A Nomenclatura Gramatical Brasileira (NGB), um 1959, um termo de uma oração possui uma das seguintes funções:

Sujeito
Predicado
Complemento verbal (objeto direto ou indireto)
Complemento nominal
Agente da passiva
Adjunto adnominal
Adjunto adverbial
Aposto
Vocativo

Pelo grau de importância que carregam, tais termos são chamados de
Essenciais;
integrantes;
acessórios.

São essenciais: sujeito e predicado.

São integrantes pois complementam o sentido de verbos e nomes: complemento nominal e agente da passiva.

São acessórios porque modificam ou especificam outros termos sem participar da complementação de sentido: adjunto adnominal, adjunto adverbial e aposto.
No próximo post ou capítulo, vamos falar sobre cada um desses termos integrantes e acessórios. Um abração bem grandão! 🙂

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s